quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Rio de Janeiro-RJ

Na Semana Santa de 2013, fomos ao Rio de Janeiro, cidade maravilhosa, eleito o melhor destino turístico deste ano pelo tripadvisor. Surgiu aquela promoção da Gol e não podíamos perder a oportunidade. 


Vista do Forte de Copacabana
Viajamos na quarta-feira à noite já bem tarde, por isso deixamos para começar os passeios no dia seguinte.  Ficamos hospedados 3 noites no Hotel Ibis Copacabana, que fica bem localizado, a duas quadras da praia. Nossa diária não tinha café da manhã incluso, mas isso não foi problema, já que, no entorno do hotel havia lanchonetes muito boas, bem servidas de frutas, sucos e sanduíches, e, além disso, na cidade há outros lugares interessantes para curtir esta refeição matinal. 

Na manhã do dia seguinte, quinta-feira, aproveitamos para caminhar na orla da Praia de Copacabana, curtindo um pouco a linda vista da praia, o calçadão, as esculturas de areia, e passando por diversos quiosques, como o Pizza in Cone, onde fizemos uma parada. Passamos também em frente ao Copacabana Palace, onde muitos famosos se hospedam. Quando fomos, foi a vez do ator Tom Cruise.  Quem desejar, pode fazer uma visita ao interior do hotel e também comer no seu restaurante.

Praia de Copacabana

Praia de Copacabana
Copacabana Palace
Esculturas de areia na Praia de Copacabana
Após a caminhada, fomos até o Forte Copacabana tomar café da manhã na Confeitaria ColomboO ideal é chegar cedo, pois as filas para a Confeitaria ficam imensas! A entrada do Forte custa R$ 6,00 reais, e dá acesso ao Museu Histórico do Exército. Vale à pena a visita ao local, que tem uma vista muito bonita, onde é possível observar toda a orla, e ver pessoas praticando SUP. 


Vista do Forte de Copacabana
Após o café da manhã, que terminou sendo um pouco tarde, pegamos um táxi até o antigo Bar Luiz, na orla de Copacabana, onde ficamos um tempo. Para almoçar, escolhemos o Quick Galetos, que fica bem perto do Ibis Copacabana, na Rua Duvivier. Para ser sincera, não dei muitos créditos para o restaurante no início, mas a comida estava realmente muito boa! Galeto aprovadíssimo, com um tempero diferenciado e bom atendimento! Apenas depois descobrimos que o local é bem recomendado.        

À tarde, nos dedicamos ao Corcovado. Como o trenzinho geralmente lota, decidimos ir de táxi até a bilheteria (o ingresso custou R$ 20,00), e lá pegamos a van do passeio para o Cristo Redentor. Comprovei o que já escutava repetidamente: a vista lá de cima é linda! O ponto negativo é a quantidade imensa de pessoas que lutam para conseguir tirar uma foto.


Cristo Redentor
Vista do Corcovado - Lagoa Rodrigo de Freitas
Vista do Corcovado - Pão de Açúcar
Vista do Corcovado - Centro e Catedral Metropolitana
De lá ainda seguimos para o Mirante Dona Marta, onde há, também, uma vista privilegiada da cidade e, aqui sim, menos pessoas disputando um lugar para tirar foto, pelo menos quando nós fomos! 

Vista do Mirante Dona Marta
À noite, não poderíamos deixar de ir à Lapa. Passamos pelos Arcos, Catedral Metropolitana, e seguimos para o Rio Scenarium. Achamos a entrada bastante cara (R$ 40,00), assim como o consumo, mas o ambiente definitivamente é muito bom! Decoração peculiar, com peças antigas e música ao vivo de boa qualidade (no dia estava tocando um sambinha). Ir para a Lapa à noite é uma ótima opção. Há muitos bares/restaurantes e as ruas ficam bastante movimentadas.

Arcos da Lapa
   
Catedral Metropolitana
Rio Scenarium
Na sexta-feira pela manhã, seguimos de táxi até a Praia do Arpoador. Sempre ouvi falar que o pôr-do-sol da Pedra do Arpoador é realmente muito bonito. E não duvido. Mas só conseguimos encaixar no nosso roteiro super apertado de 3 dias a ida para o local pela manhã. Amei. A vista é realmente muito bonita. Ali na Praia do Arpoador há um acesso para a Praça Garota de Ipanema. Não deixe de entrar, um ambiente bem agradável.


Praia do Arpoador
Depois, seguimos  pela orla da Praia de Ipanema, que fica ao lado, e arriscamos, em alguns momentos, molhar os pés, mas a água é geladíssima! Para não fugir do roteiro, paramos no Posto 9, e comemos o tão famoso Biscoito "Globo" (biscoito salgado de polvilho). Muito legal, visual belíssimo, diversos vendedores de cangas e biquínis, jogadores de vôlei, futevôlei, ciclistas etc. 


Praia de Ipanema
Praia de Ipanema
Almoçamos no Restaurante Devassa, a poucos metros do Posto 9. O atendimento foi excelente, a comida boa, mas o preço alto. No fim da tarde, por volta das 16h, seguimos para o Pão de Açúcar. A idéia era ir um pouco antes, mas extrapolamos o tempo aproveitando a Praia de Ipanema. A fila estava "se amostrando" de tão grande. Havia apenas um funcionário orientando e, vale ressaltar, orientando errado. Ele nos indicou a fila errada e perdemos muito tempo! Várias pessoas passaram pela mesma situação. Quando conseguimos entrar na fila certa e comprar os ingressos, já era noite e o céu ameaçava "desabar". Mas, como tudo tem seu lado bom, fomos presenteados com a vista da cidade iluminada. 


Pão de Açúcar
Vista do Pão de Açúcar
Só conseguimos sair de lá depois das 20h, e ensopados, porque, quando estávamos esperando o bondinho para descer, caiu o maior "toró"! Mas isso não nos desanimou. Fomos direto para o Lapa 40 graus, e lá terminamos a noite. A entrada foi mais barata (R$ 5,00 reais), e o ambiente agradou. Música boa, e bom atendimento, mas, quando começou a lotar, tudo ficou mais lento. 

No sábado de manhã fomos tomar café no Parque Lage. Super indico. O local é lindo (muito arborizado, tem um pequeno aquário, gruta e trilhas), e o café da manhã muito bom. Mas chegue cedo, porque as filas castigam. 

Parque Lage - Cristo Redentor ao fundo
Café da manhã no Parque Lage
De lá, fomos andando até o Jardim Botânico (entrada R$ 6,00 reais). Por ser muito arborizado e ter vento refrescante, o passeio se torna muito agradável. Super recomendo.


Jardim Botânico
Jardim Botânico
Nossa viagem já estava chegando ao fim, mas ainda dava tempo de explorar um pouco mais a cidade. Assim, fomos almoçar no Bar do Mineiro, no bairro de Santa Teresa. Para não perder o costume, enfrentamos uma fila monstruosa, mas decidimos comer ali mesmo pois uma amiga havia super indicado, especialmente uns pasteizinhos de feijoada, que comemos enquanto esperávamos uma mesa. Delícia! Pronto. Após uma década e meia, fomos atendidos e comemos a famosa feijoada. Muito boa! O ambiente é bem estilo botequim, com uma decoração divertida (há marionetes de artistas, por exemplo) e bom atendimento. O ponto negativo é que o local é apertado. O bairro é bem servido de restaurantes, assim, se não tiver paciência para aguardar na fila, procure outro lugar sem medo de ser feliz. 

Bar do Mineiro
Bar do Mineiro - algumas das marionetes
Se tiver um pouco mais de tempo para explorar o bairro de Santa Teresa, não deixe de visitar o Museu da Chácara do Céu e o Centro Cultural Parque das Ruínas. Fica a dica.

Não paramos por aí. Seguimos a pé até a Escadaria Selarón, no mesmo bairro, e depois para a Praça Cinelândia, no centro, onde fica o Teatro Municipal, o Museu Nacional de Belas Artes, o Bar Amarelinho, a Câmara Municipal e a Biblioteca Municipal. A visita guiada ao Teatro Municipal não estava disponível no dia e horário que fomos, mas já sabíamos previamente. Nos contentamos em tirar fotos do lado de fora mesmo. Fica para a próxima, uma visita mais detalhada.


Escadaria Selarón
Teatro Municipal
Por fim, para fechar com chave de ouro, fomos caminhando até a Confeitaria Colombo, passando pelo Largo Carioca, onde vimos o Convento de Santo Antônio e a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, que estava em reforma.

A confeitaria, como todos sempre dizem, é linda! Chegamos perto da hora de fechar e estava lotadíssima, mas conseguimos comer tiramisu, pastel de belém e algumas tortas. 


Confeitaria Colombo
Voltamos de táxi até o hotel para pegarmos as malas. No caminho, passamos pela Praça Paris, Aterro do Flamengo e Botafogo.


Pão de Açúcar
Monumento aos Mortos da Segunda Guerra
 (Monumento aos Pracinhas)
Bem, aqui terminou nossa viagem. Tivemos uma ótima impressão do Rio de Janeiro. É, de fato, uma cidade muito bonita e com muitas atrações para visitar, além de ótimos restaurantes e bares. Ficamos apenas três dias, mas saímos certos de que precisamos voltar para conhecer melhor. 

Conseguimos visitar os pontos turísticos mais importantes, mas há muito para ser visto no Rio e, certamente, três dias não são suficientes, pois você sai com um gostinho de "quero mais".

Se você vai passar mais tempo, tente passear na Lagoa Rodrigo de Freitas, fazer a visita ao Centro Cultural Banco do Brasil e ao Teatro Municipal, e ir a Niterói, inclusive visitar o Museu de Arte Contemporânea. Se você for mais aventureiro, tente fazer a Trilha da Pedra Bonita, e o voo de asa delta ou parapente! E, um pouco mais afastado, tente reservar alguns dias para a famosa praia de Búzios. 

               

          

8 comentários:

  1. Ótimo roteiro!! Adorei... deu saudades de lá!

    Eu complementaria com uma caminhada pelo bairros Leblon e Ipanema. Não pela orla, mas conhecendo as casas e prédios e vendo o estilo de vida dos moradores. Não deixando claro de ir na "Rua Nascimento Silva, 107"!

    Outra dica é ir na Livraria da Travessa de Ipanema e comer no Restaurante Bazzar, dentro dela. Lugar especial. La tem um cachorro quente de vitela que é uma delicia!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas dicas!!! Vou tentar incluir esses lugares numa próxima viagem. =]

      Excluir
  2. Ah, se tiver tempo, dedique para os Centros Culturais no centro da cidade e as ruas que os cercam, especialmente a Rua do Ouvidor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Já anotei aqui as dicas! Obrigada ;)

      Excluir
  3. Pegou bem os pontos principais da cidade! Saudade da minha cidade natal :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thaís! Pois é, foi um pouco corrido mas conseguimos conhecer as principais atrações. Esperamos voltar em breve para explorar mais! ;)

      Excluir
  4. Como carioca nascido e criado na Cidade Maravilhosa, me emociono sempre quando um turista faz um belo relato desse sobre sua vista a nossa cidade amada - e tão maltratada pela corja que aqui governa. Na próxima visita, não deixe de pedalar pela Lagoa Rodrigo de Freitas e ali tomar uma água de côco. Vale uma visita ao CCBB e ao Centro Cultura dos Correios e também à casa França-Brasil (todos coladinhos um no outro), sempre com ótimas exposições. O museu de Belas Artes e o MAM também valem a visita! E claro, assistir um jogo do Flamengo no Maracanã! Ah, e fuja dos restaures badalados de Santa Tereza e da ZS, que só servem para atrair turistas. Há comida de boa qualidade e mais barata na cidade! Mas, como você viu, o Rio é uma cidade muito cara, tanto para turistas quanto para o habitantes. Mas, parabéns pelo relato! Espero que volte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rafael! Obrigada pelo comentário e pelas dicas! Esperamos voltar em breve para explorar mais a cidade! ;)

      Excluir