segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Colonia del Sacramento -Uruguai

Sabe aquelas cidades bem charmosinhas, com ruas de pedras, super adoráveis de passear, carros antigos e ainda por cima com ótimas opções de lugares para comer? Pois bem, estou falando de Colonia del Sacramento, no Uruguai, uma cidade apaixonante.




Visitamos Colonia num bate-volta em novembro de 2012, quando fomos a Buenos Aires. Compramos nossa passagem no site da Seacat (AR $360 pesos por pessoa, ida e volta), mas outras empresas fazem a travessia, como Buquebus e Colonia Express. A viagem pelo Rio da Prata até a cidade de Colonia ocorre em aproximadamente uma hora, se for o barco rápido, que foi o nosso caso. Saímos do terminal de Puerto Madero, Buenos Aires, às 8:45h da manhã e, ao desembarcarmos em Colonia, estava cerca de 20 graus. Fomos informados de que lá estavam aceitando pesos argentinos, real e dólar, por isso não nos preocupamos em trocar a moeda. 

Particularmente, acho que Colonia é o tipo de lugar para se conhecer andando, pois cada rua tem um charme diferente, uma peculiaridade. Em tudo é possível encontrar um detalhe interessante e, além disso, a cidade é muito arborizada. Impossível não se apaixonar.




Mas, para quem não gosta de andar, existe um ônibus de turismo que circula pela cidade, e também é possível alugar carrinhos de golfe ou scooter. Ao sair do terminal, há um centro de informações com atendentes que fornecem muitas dicas, além de mapas com explicações sobre cada ponto turístico.

Em nossa caminhada pelo bairro histórico - declarado Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO, conhecemos o Portón de Campo e Bastión de San Miguel, o Puerto de Yates, a famosa Calle de los Suspiros, a Plaza Mayor, as Ruinas do Convento de São Francisco, o Farol e a Basílica do Santíssimo Sacramento. Passamos, ainda, em frente ao Museu do Azulejo, que estava fechado, e também em uma construção onde havia o esqueleto de uma baleia azul. Como o passeio era de apenas um dia, deixamos de visitar alguns museus e a Plaza de Toros, porque ficava um pouco afastada do bairro histórico, onde estávamos.

Uma dica legal é fazer a visita ao Farol (entrada $20 pesos), cuja escada leva ao topo, onde é possível ter uma vista geral da cidade e do Rio da Prata. 

Bastión de San Miguel
Calle de los Suspiros

Ruínas do Convento de São Francisco e Farol
Vista do Farol
Basílica do Santíssimo Sacramento
Mapa de Colonia de 1762 no Museu do Azulejo
Esqueleto da Baleia Azul encalhada na Playa de Puerto Platero
Carro-jardineira nas ruas de Colonia
Restaurantes nas ruas de Colonia
Ao percorrermos as ruas de Colonia, sempre espiávamos um ou outro restaurante para almoçar. Depois de muitas dúvidas, decidimos ir ao La Casa de Jorge Paez Vilaró. O atendimento foi mais do que excelente e o preço justo. A comida estava ótima, e o ambiente é extremamente romântico. Além disso, funciona como uma galeria de arte. Não é permitido tirar fotos, mas não resistimos. 



                               
Após o almoço, continuamos nossas caminhadas, e aproveitamos para visitar lojinhas de artesanato. Sempre falaram muito bem do doce de leite uruguaio, e lógico que não podíamos deixar de comprar, mas não é permitido ingressar no Brasil com doce de leite estrangeiro, hein! Os nossos foram "barrados" no aeroporto de Porto Alegre e ainda precisamos escutar o sermão do funcionário do Ministério da Agricultura e assinar um auto de apreensão. Se sua mala que foi despachada não for aberta, ótimo. Do contrário, seu doce de leite fica! 

Era interessante na hora de pagarmos alguma coisa. Quase todos os lugares aceitavam pesos argentinos e uruguaios, real e dólar. Assim, em algumas ocasiões, pagávamos algo em real e recebíamos o troco em pesos argentinos! E no restaurante onde almoçamos a conta já veio especificando o valor em cada moeda! 

Bem, chegamos em Buenos Aires às 18:30h e, do terminal, já aproveitamos para fazer um passeio em Puerto Madero. Ficamos muito satisfeitos com a visita a Colonia. Como eu já disse, uma cidade apaixonante e com muita história para contar! Não deixe de pegar um mapinha no centro de informações, pois traz detalhes de cada ponto turístico, o que torna ainda mais enriquecedora a visita a esta cidade uruguaia. Ah, e aproveite para tomar um sorvete de doce de leite no Freddo da praça principal. Delícia!

A cidade é bem servida de hotéis para quem quiser se hospedar e passar mais tempo, já que, além dos pontos turísticos que mencionamos, existem tantos outros para serem explorados.

Se você já foi a Colonia del Sacramento, deixe uma dica! Seja de passeio, impressões da cidade, ou restaurantes! ;)

Atualizado em 17.10.2013.

                 

          

6 comentários:

  1. eu adorei Colônia! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colônia é realmente linda e apaixonante! =]

      Excluir
  2. Relato e fotos perfeitos, Beth! Sem dúvida, o centro histórico é o mais conhecido pelos turistas, seja pelo percurso que pode ser feito a pé a partir da rodoviária/Buquebus - 10 a 15 minutos, seja pela quantidade de atrações que podemos desfrutar e nos encantar a cada esquina. Principalmente, próximo a marina, há inúmeros restaurantes. Gosto bastante do El Drugstore, com música ao vivo, você pode ver o chef de cozinha preparando seu pedido, além da decoração rica em detalhes e em cores vibrantes. Vários museus podem ser visitados, mas é bom checar os dias e preços, pois há museus que fecham às segundas, terças, quartas...então, dependendo do interesse da visita é bom conferir as datas. Nas lojas, algo que chama atenção é a porcelana branca com desenhos na cor azul, pena que dá muito trabalho trazer na mala. Nas praias de rio, como la Playa Real de San Carlos, há opção para pic-nic, para prática de esportes, calçadão para um passeio, uma corrida. O fim da tarde é outro encanto em Colonia, com pescadores e crianças brincando em cima das pedras e o sol se pondo no horizonte. A Intendencia de Colonia - não apenas o centro - é uma ótima opção para começar a vivenciar o ritmo de vida dos uruguaios. Saudades do país. Bjos, Neide Almeida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neide, Muito obrigada! Ficamos muito felizes com seu comentários, ainda mais porque sabemos o quanto você tem um carinho especial pela cidade! Suas valiosas dicas vão ajudar outros leitores. Muito obrigada pela contribuição! Beijos

      Excluir